21.1.18

Arrozinho, bifinhos, seladinha...

Então o que é hoje o almoço,  D. Maria? - pergunta a locutora. 
- Olhe, é um arrozinho, bifinhos de lombinho e uma seladinha
Somos esta ternura, somos uns inhos quando falamos de comida. Uma relação carinhosa que temos com a comida e que não encontro paralelo noutras línguas. 
Será que esta nossa maneira de lidar com a comida terá algo a ver com a presença sufocante do catolicismo no nosso país ao longo dos tempos, aliado a um poder temporal ditatorial, ou seja, por um lado a ideia de pecado, de  não estragar comida  e, por outro, os períodos de fome que se viveram?
Salva-se, obviamente, a francesinha....

2 comentários:

  1. Pensei logo na francesinha.
    Uma inha e tanto!!
    Boa semana

    ResponderEliminar
  2. Se é!
    Obrigada.
    Boa semana também para si.

    ResponderEliminar

Conte...