5.10.17

Portugal está cada vez mais sexy e solidário


Ultimamente, temos vindo a assistir a uma moda, que se vê também fora de portas e que, a meu ver, alia de forma harmoniosa três coisas: solidariedade, beleza/sensualidade e reconhecimento profissional e social.
Começo pela última. Profissões, umas mais, outras menos, reconhecidas pela sociedade, passam a ter uma outra visibilidade e dignidade.
A segunda desmistifica a ideia de "porcos e feios" que, por ignorância, ou preconceito, se colou a determinadas atividades profissionais.
Finalmente a última, e que é a primeira, uma moda que promove a solidariedade.  E isto é bonito. Muito. As vendas dos calendários revertem para instituições de solariedade social.
Os Bombeiros Sapadores de Setúbal já publicaram dois ou três calendários e com muito sucesso.





Agora será a vez do Calendário Agrícola 2018, com o título "Ao serviço da terra" e cujas vendas, 5€, revertem para a Recovery, uma instituição barcelense que trabalha na área da doença mental. Este calendário é uma iniciativa de um grupo de amigos,  todos eles agricultores da zona de Barcelos.
Filipe Figueiredo, o mentor, diz-se satisfeito "porque de uma forma simples, solidária, mas também divertida, chama a atenção para duas questões fundamentais : a agricultura e a doença mental".

 


,




Também a Associação Académica da Universidade do Minho tem vendas online do seu Calendário Social do Judo e que publica desde há uns anos. Não se trata aqui dum grupo profissional, mas de uma modalidade desportiva que cumpre o seu desígnio principal: solidariedade.
Uma pequena busca no google mostra-nos como tem havido, e continua a haver, cada vez mais calendários publicados por grupos de pessoas inesperadas com fins solidários.






2 comentários:

  1. esta é mais solidariedade com o sexo feminino :)))
    Bjs, bfds

    ResponderEliminar
  2. ...e não só, e não só!
    :)))
    Bom domingo.

    ResponderEliminar

Conte...