22.6.17

Os escribas Pegadores

Aqui há uns tempos, já andava fartinha do senhor que comentava as minhas publicações no FB escrevendo lençóis e, a partir do meu tema, encadeava assuntos do arco da velha. Os sucessivos comentários dele "puxavam" comentários de outras pessoas e eu a vê-los passar. Uma das vezes chamei-lhe a atenção para o facto de os seus comentários já nada terem a ver com o tema da minha publicação e ele respondeu...ah, pois não! Mas apeteceu-me!
Resolvi pôr um ponto final. E como?
Através de uma rubrica que tenho no FB, Irritacões #. E aí, de forma irónica,  critiquei as pessoas que nunca publicam nada na sua página, tal como as que usam nicknames sem criar blog próprio, mas que se esvaem a escrever longos textos em blogues alheios e, muitos deles, marginais aos textos do/a blogger. Ninguém lhes conhece um ponto de vista inicial, uma crítica de iniciativa própria sobre o que quer que seja, um tema-pontapé de saída. Nadinha.
Alguns destes escribas fazem-me lembrar os Pegadores, do Sermão de Santo António  aos Peixes, de Padre António Vieira, peixes parasitas que vivem agarrados a outros peixes maiores,  tubarões,  por exemplo, e caso o hospedeiro morra, o parasita não sobrevive.

O homem percebeu a mensagem. Nunca mais desovou na minha página.




6 comentários:

  1. Teve muita sorte, Célia. Pelo meu Rochedo andam duas histéricas que fazem o mesmo que esse seu comentador, mas uma escreve cometários longos e a outra curtos mas, na generalidade, totalmente foar do contexto. Não posso usar a mesma técnica, porque elas não têm FB
    Bjs e bom FdS

    ResponderEliminar
  2. Não tem a moderação de comentários activada?
    Durante uns tempos também não tinha.
    Quando dois idiotas se começaram a insultar no meu blogue, da maneira mais grosseira possível, liguei a moderação de comentários.
    E, se há abusos, e há, vão para o lixo.
    Bjs, bfds

    ResponderEliminar
  3. Pois, Carlos, e o que me espanta ainda é ler alguma agressividade. Eu entendo o blogue como uma espécie de nossa casa e não imagino alguém ir lá puxar-me as orelhas, se não gosta, passa ao largo, ou, então, é de bom tom alguma subtileza linguística que nada terá que ver com hipocrisia,
    Nisto dos blogues, continuo a tropeçar em coisas que me espantam.
    Beijo e bom fim de semana

    ResponderEliminar
  4. Há uma fauna que tem manhas de cuco e usam as páginas alheias para expelir as baboseiras que não têm coragem de assumir de cara destapada. Estão por todo o lado.

    ResponderEliminar
  5. Pedro, a situação referida passou-se no Facebook e ai só banindo (desamigando) a pessoa. Não quis usar esse recurso porque o problema do senhor era não ter a noção do que fazia. :)
    No blogue não tenho ativada a moderação de comentários porque não tenho tido "encontros de 3° grau!
    Bom fim de semana.
    Beijo, Pedro,

    ResponderEliminar
  6. Sim, é isso, José. Tenho para mim que em muitos casos usam os blogues, que invadem anonimamente, ou não, para fazer terapia! Atrás de um ecrã cada um se sente uma espécie de divindade intocável.
    Boa semana.
    Beijo

    ResponderEliminar

Conte...