10.5.17

Orgasmo coletivo

É disto que o nosso povo gosta. A viver afogadinho na "mística" das coisas e tudo, mas tudinho, apostado na fé. Há quem lhe chame fezada.
E esse dia, o 13, será um novo Big Bang. Desculpem-me a heresia num tempo tão mariano.

A fé na santinha da azinheira
A fé no tetra do slb
A fé na vitória do Salvador.

Não há povo que aguente tanta emoção junta.

Post scriptum:
Já que estou com as mãos na massa, deixo aqui a minha prece: que a borboleta pouse no rosto do Salvador. O Sobral

7 comentários:

Observador disse...

O dia 13 de Maio será, para mim, dedicado à possibilidade de festejar o tetra. Em casa que isto de ir ao Marquês já era.
Nem a "santinha da azinheira" nem o Salvador me fazem mover um músculo.

Beijo, C

Pedro Coimbra disse...

Pela primeira vez gosto de uma canção portuguesa concorrente à Eurovisão.
Mas não sei se será suficientemente "festivaleira" para ganhar.

José Ferreira Marques disse...

Ao ler este post fiquei cheio de fé...
Num bom fim‑de‑semana

Célia disse...

Viva, António!
No dia 13 deu-se o pleno!

Beijo, A

Célia disse...

E afinal ganhou mesmo, Pedro!
O que me espantou, e suponho que à maioria das pessoas, foi ter ficado em primeiro lugar ao longo de toda a votação.
Também gostei muito da canção.
Saudações

Célia disse...

E José, a sua fezada realizou-se?
Espero que tenha tido um bom fim de semana, mesmo.
:)

José Ferreira Marques disse...

O meu clube é outro, mas o fim-de-semana foi divertido com os diretos televisivos...