26.12.16

Ó pá!

Contrariando o ambiente fofinho da época, deixem que vos diga que fico espantada com a linguagem agressiva usada nalgumas caixas de comentários. Não, não me refiro a anónimos. Há, sim,  uns semi-anónimos - pessoas registadas, com nicks giros, e que não tendo um blogue, que pressupõe sempre alguma exposição de identidade, comentam de forma truculenta, e até exigente, os autores dos posts, i.e. os donos da casa e com os quais até demonstram uma relação cordial.
Da discussão dizem que nasce a luz, mas, cá para mim, brota uma assertividade rude. O confronto salutar de ideias não deve implicar o uso de linguagem crua, a roçar, por vezes, a sobranceria.
Todas as verdades são para dizer? Discordo. Em primeiro lugar as verdades de uns podem não ser as verdades dos outros. Em segundo, se não houve um pedido no sentido de obter uma verdade, é evidente que se dispensa a "frontalidade" do elefante em loja de porcelanas.
Por que raio não arranja essa gente um espaço próprio onde se possa espraiar, ou estender os seus enormes lençóis?

2 comentários:

  1. Não te importarás que assine este teu texto.

    Beijo, C

    ResponderEliminar
  2. Olá, António!
    Resolvi pegar neste assunto porque leio situações destas amiudadas vezes.
    É evidente que não temos de concordar sempre com o dono do espaço que visitamos, mas daí a sermos um pouco agressivos com a pessoa ou, ainda, com outros comentadores, vai uma grande diferença. E essas "pessoas" são useiras e vezeiras neste tipo de procedimento por aí,
    Beijo, A

    ResponderEliminar

Conte...