24.10.16

Dantes, era nos circos

Agora é na televisão. Concorrente de um programa televisivo, um tal "Feira da Música", a moçoila está a ser requisitadíssima para palcos insuspeitos. Insuspeitos porque são paradigmas da coltura de um povo que tem nalgumas tv's, em particular na TVi, um lema " É disto que o nosso povo gosta."
E a rapariga fatura! E merece!
Triste povo que aplaude e vibra com as fraquezas alheias...é humilhante.
Sinto uma vergonha alheia, sinto pena, sinto raiva, sinto frustração.
A minha memória arrasta-me para a minha aldeia, às portas de Coimbra, onde eu assistia aos espetáculos dos saltimbancos que, à luz bruxuleante do largo,  com trapézios frágeis, crianças subnutridas, animais lazarentos, tentavam distrair um povo subjugado pela ditadura e pela igual miséria.
Eram os meus olhos de criança que, a espreitar com outras, olhavam horrorizados para aquela baba imensa, nojenta, a transbordar de uma panela enorme e onde esfervilhavam caracóis apanhados nas barreiras que ladeavam os caminhos. Era a sua refeição, muitas vezes completada com produtos oferecidos pela população.
Esta imagem continua gravada na minha memória afetiva e ainda hoje não gosto de circo, o banal, por muito que se vista de lantejoulas.
A certos programas de TVi associo inconscientemente os pobres palhaços pobres, crianças sujas e a babugem dos caracóis.

                                            (foto da internet)

2 comentários:

  1. Já vi as imagens na net, já vi o gozo.
    Não acho piada nenhuma às duas coisas.
    Muito, muito mau.

    ResponderEliminar
  2. Sim, é tudo mesmo muito mau. Sobretudo há pessoas que são uns abutres.

    ResponderEliminar

Conte...